27 de Maio de 2024

Início do conteúdo
VIGIA MAIS MT

Projeto de instalação das câmeras de monitoramento eletrônico de segurança já foi licitado

Fonte: Ailton Lima - Gcom | Publicado em 18/04/24 às 16:02
None
Assessoria

A Prefeitura de Rondonópolis licitou nesta quarta-feira (17) a contratação dos serviços de instalação e manutenção das 669 câmeras de monitoramento eletrônico de segurança usando fibra ótica de internet na cidade, estabelecido no programa “Vigia Mais MT” após assinatura de um termo de cooperação entre o município e o Governo do Estado.

Na verdade, todo o processo licitatório foi dividido em duas etapas, sendo que o primeiro deles que trata da aquisição de softwares etc, identificados no pregão número 100/2023, foi licitado no dia 23/01/24.

Já a segunda etapa, referente a contratação dos serviços de instalação e manutenção dos equipamentos como postes, infraestrutura etc., constantes na ‘Concorrência nº 05/2024’, e que encontrava-se na Procuradoria Geral do Município para análise jurídica, foi licitada nesta quarta-feira (17) e a empresa vencedora entre as 07 concorrentes, apresentou a proposta com valor de maior desconto de R$ 1.130.309,90 pelos serviços.

TRÂMITES BUROCRÁTICOS

Conforme o agente de contratação do departamento de licitação da Prefeitura, Fabrício Pinheiro, no momento a proposta vencedora apresentada está sendo avaliada pelos técnicos da prefeitura, no sentido de identificar necessidade de eventuais correções como: falhas ou erros sanáveis na proposta, abrindo um prazo de três dias úteis para tanto.

Findo este prazo, e atendendo os trâmites burocráticos contratuais normais, o departamento de licitação abre prazo de mais três dias úteis para eventuais interposições de recursos para as demais empresas concorrentes contestarem o resultado, onde tudo correndo bem, a etapa deverá estar concluída entre os dias 24 e 25/04.

Após essa etapa, o processo será encaminhado para a homologação do prefeito, publicação no Diário Oficial e envio para o departamento de compras e contratos da prefeitura.

A partir daí, acontece a assinatura do contrato entre a empresa e a prefeitura, a assinatura da ordem de serviço pelo prefeito, e início efetivo das obras, que deve acontecer até a primeira semana de maio.

Ilustração...

ESTRUTURA

Conforme o engenheiro eletricista da Sinfra, Leonardo de Deus e Silva, responsável pelo projeto de energia, serão instalados 228 postes espalhados por praticamente todas as regiões da cidade, incluindo os principais acessos e saídas (MTs e BRs), e que vão acomodar as 669 câmeras de monitoramento eletrônico.

As câmeras segundo o engenheiro, estarão dispostas na BR-163, saída para Campo Grande, mais precisamente nas imediações da Indústria de Cerveja Petrópolis; na BR-364 saída para a capital Cuiabá (MT), logo após o pedágio, nas imediações da entrada do Distrito de Fátima de São Lourenço, e ainda na rodovia 364, na saída para Pedra Preta.

Câmeras de monitoramento também serão instaladas na MT-270, região da Paulista saída para Guiratinga; e na rotatória do Anel Viário com a MT-130 saída para Poxoréu.

Um segundo lote de câmeras será instalado ao longo do Anel Viário sentido Cuiabá, na entrada do Distrito de Campo Limpo, e no lado contrário, sentido à MT-270 rotatória do Jd. Atlântico.

A rodovia MT-380 que demanda ao Distrito das Três Pontes também vai receber câmera de monitoramento eletrônico, bem como a rodovia do Peixe e a linha II da Gleba Rio Vermelho, fechando todos acessos e saídas da cidade.

Após a conclusão da instalação dos equipamentos nas vias e artérias mais movimentadas da cidade, cujos locais foram definidos a partir de estudos e análises de dados criminais e planos de ações estratégicas elaborados por órgãos da segurança pública, como a Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil e Corpo de Bombeiros do município todo o sistema entrará em funcionamento.

Lembrado que assim que entrar em atividade, a cidade de Rondonópolis vai dispor de um sistema de segurança e monitoramento eletrônico mais efetivo, moderno que existe, e vai estar no mesmo estágio de monitoramento que as grandes cidades nos países mais desenvolvidos.