28 de Janeiro de 2023

Início do conteúdo
CASA PRÓPRIA

Emoção marca assinatura dos últimos contratos do Celina Bezerra

Fonte: Valdeque Matos | Publicado em 25/01/23 às 10:42
None
Wheverton Barros

Em mais um passo rumo ao sonho da casa própria, mais 600  famílias assinaram na manhã desta quarta-feira (25) o contrato de financiamento do  Residencial Celina Bezerra, localizado na região do Alfredo de Castro. Emoção e alegria não faltaram entre os contemplados que lotaram a quadra do Ginásio Marechal Rondon para participar da solenidade de assinaturas.

As 600 famílias que assinaram os contratos nesta quarta irão morar nos condomínios oito e nove da segunda etapa do residencial, que conta com 1440 apartamentos.

"Concluímos hoje mais um ciclo. A assinatura dos contratos que faltavam é um avanço para que possamos entregar a tão sonhada casa própria para estas famílias que esperam por isso há muitos anos", disse a secretária municipal de Habitação, Huani Rodrigues, em sua fala de abertura da solenidade de assinatura dos contratos de financiamento.

Com a conclusão da etapa de assinaturas, a Prefeitura de Rondonópolis, por meio da Secretaria Municipal de Habitação, agora aguarda autorização do Ministério das Cidades para marcar a data à entrega das chaves e os moradores contemplados possam ocupar as suas moradias do residencial, que tem o financiamento pelo Banco do Brasil.

Grávida de nove meses, a manicure Kennifer Vanessa  Souza da Silva foi a primeira a assinar o contrato. Atualmente morando de favor na casa do avô, ela disse estar muito feliz.

"Felicidade resume este dia para mim. São quase dez anos de espera. Parecia que esse momento nunca chegaria. Mas, enfim, chegou, graças a Deus!", disse Kennifer, que espera a chegada do seu segundo filho, prevista para acontecer este fim de semana. Ela já tem uma filha de oitos anos. "Agora, meus filhos poderão crescer sob um teto que é nosso", completou.


O residencial Celina Bezerra começou a ser construído em 2012 e após sua paralisação recebeu aporte financeiro do município para a retomada das obras e garantir uma moradia digna para as 1.440 famílias.

"Hoje é um dia de muito alegria para nós. Estamos encerrando a fase de assinatura de contratos pelas famílias contempladas no Residencial, que, com muito esforço da nossa gestão, a sua primeira etapa foi concluída e vamos entregar, em seguida, as chaves dos apartamentos para que estas 1440 famílias possam viver com mais dignidade e qualidade de vida", afirmou o prefeito durante a solenidade de assinatura de contratos, que foi acompanhada de vereadores e secretários municipais.

Otimista com a mudança da gestão no governo federal, o prefeito José Carlos do Pátio ressaltou que já esteve em Brasília na semana passada para entregar novos projetos ao Ministério da Cidade, que assumiu o compromisso de destinar para o município novos recursos à conclusão da segunda etapa do Celina Bezerra e também para novos projetos de moradia popular para Rondonópolis. Os projetos apresentados pelo município em habitação somam mais de R$ 150 milhões.

"Estamos vivendo um novo momento. O governo atual tem o compromisso de retomar fortes investimentos em moradia popular no país, já que o setor sofreu uma paralisia nos últimos quatro anos", frisou Pátio. "Já estivemos com o ministro Jader Barbalho Filho discutindo investimentos em habitação e saneamento para Rondonópolis e ontem (segunda-feira) já veio aqui uma equipe dele para fazer levantamentos e tratar de projetos que apresentamos".

Pátio disse ainda que, além de concentrar esforços para concluir o Celina Bezerra, o município investiu recursos próprios para construir creche, escola e unidade básica para atender os moradores da região. "Queremos dar cidadania, dignidade e qualidade de vida para estas famílias que irão morar no Celina", assinalou.

O prefeito lembrou ainda que a Câmara de Vereadores aprovou recursos para que o município adquirisse quatro áreas à edificação de loteamentos sociais para assentamento de famílias sem moradia.  Hoje, segundo ele, onze mil  famílias estão na fila de espera.