Rondonópolis nas redes sociais

notícias


06/03/2013 - 19:00 - Fonte: VALDEQUE MATOS


Foto: MACSUEL OLIVEIRA
Rogério Salles defende que que 'segurança é uma obrigação de todos'

Segurança Pública

Rogério diz que é preciso ir além de discutir a reativação ou não da Semasp

“O que a população quer é a polícia nas ruas, combatendo a criminalidade e devolvendo a sensação de segurança. Hoje temos, proporcionalmente, uma força policial menor que a existente em cidades vizinhas. Não adianta imaginar que este problema será resolvido com maquiagem, com demagogia. A segurança é uma obrigação de todos. Por isso, precisamos fazer uma discussão mais ampla sobre a questão da Segurança Pública, não ficar apenas discutindo ações pontuais, como a reativação ou não de uma secretaria”.  A declaração foi feita pelo vice-prefeito Rogério Salles durante reunião, com vereadores e integrantes do GGI (Grupo de Gestão Integrada), na manhã desta quarta-feira (6), na sala de reuniões da Prefeitura.

A reunião foi provocada pelo vereador Rodrigo da Zaelli, que defende a reativação da secretária municipal de Segurança Pública. "Esse debate é válido, mas tem que ser ampliado. Precisamos aproveitar esse momento para aprofundar a discussão sobre a formatação de um Plano Municipal, que envolva os governos Federal, Estadual e Municipal, entidades e até empresas da iniciativa privada. Um plano com ações estratégicas e que diga qual o papel, a contrapartida de cada um dos entes da federação. Temos que aprofundar esse debate, pois precisamos ir além de ações pontuais”, disse Rogério.

Ele observou que, também, é favorável à proposta do município ter uma estrutura que seja voltada para fazer a articulação de ações, dar o suporte necessário para que o Estado cumpra com sua obrigação, que é ofertar a segurança pública para o cidadão.

“O município já tem diversos compromissos, mesmo assim está disposto, sem que comprometa o cumprimento de suas obrigações, a contribuir com o Estado, com as forças de segurança no combate da criminalidade. Poderemos, além de criar uma estrutura bem enxuta, ajudar através de convênios,  estabelecendo uma parceria de forma bem mais efetiva”, frisou o vice-prefeito.

Porém, ele ressaltou que a Semasp, da forma como foi implantada no ano passado, está descartada. “Queremos e vamos contribuir,  não da forma como foi feito antes, onde deixaram de pagar a previdência dos servidores, parcelas da dívida da Coder e até mesmo parcelas do aluguel das viaturas”.

O vereador Rodrigo disse que o seu objetivo em levantar a discussão da reativação da Semasp é, justamente, fomentar o debate sobre a necessidade de o município criar um mecanismo efetivo para contribuir no combate da criminalidade.

“Entendemos que cuidar da segurança não é um dever apenas da polícia. O nosso intento, ao abrir essa discussão, é o de levantar a necessidade de o município ter novamente uma estrutura, mais enxuta que anterior, para ajudar a organizar as ações do setor na cidade, visando diminuir os índices de criminalidade, que estão preocupantes”, explicou Rodrigo, acrescentando que, também, “fomos contrários a forma com que foi implantada a secretaria pela gestão anterior”, completou.

Coube ao comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar, Major Sandro Barbosa, apresentar a proposta de implantação de uma secretaria municipal de Segurança Pública, tal qual foi proposta inicialmente, mas que não foi acatada pela gestão anterior.

Pela proposta, para reativar a Semasp, o município teria que arcar com cerca de R$ 1,5 milhão por ano, com recursos humanos, manutenção e abastecimento das viaturas. Nessa reativação, estariam em funcionamento cinco viaturas para um policiamento diário em locais estrategicamente escolhidos.

“A prefeitura irá fazer o que puder ser feito para ajudar as forças de segurança. Mas, não adianta pensar que o município, que já tem suas obrigações básicas para cumprir, irá conseguir suprir essas deficiências em virtude da omissão e abandono por parte do governo, principalmente por causa da opção em investir nas obras de preparação para Copa do Mundo, que será realizada em Cuiabá no próximo ano”, concluiu Rogério.


  Compartilhe essa notícia com as redes sociais.




ACESSO RÁPIDO

   0800 647 2244

RECEBA NOSSO INFORMATIVO

Cotações