Rondonópolis nas redes sociais

notícias


13/04/2012 - 18:07 - Fonte: HEVANDRO SOARES - Redação/Ascom


Foto: MATUSALEM TEIXEIRA
Plano de habitação soluciona problemas pontuais da população local

HABITAÇÃO

Caixa Econômica aprova novo residencial de 500 casas

Rondonópolis acaba de ganhar mais um residencial com 500 moradias para realizar o sonho da casa própria à população de baixa renda do Município. O setor de Habitação local obteve a aprovação junto a Caixa Econômica Federal do novo bairro Bispo Dom Pedro Casaldáliga. As obras devem iniciar no começo do mês de maio. O programa que contempla o benefício é o ‘Minha Casa, Minha Vida’, sendo os recursos provenientes do Programa de Aceleração de Crescimento – PAC 2. O novo residencial vai ser construído ao lado do Jardim Europa. Na região a Prefeitura já investiu com a construção de outras moradias populares, como o Altamirando de 257 casas.

O secretário-adjunto de Habitação, Paulo José Correia, lembra que o atual plano de habitação está solucionando dois problemas pontuais do povo rondonopolitano. Segundo ele, os novos residenciais não só oferecem moradia para famílias com maior número de filhos e contribuem para o socorro social como também estão ajudando a ‘povoar’ a cidade. O secretário lembra que o bairro da Vila Paulista era tido como ‘afastado’ na cidade. E que o atual planejamento tem mudado este panorama. “Temos o Altamirando e agora o Bispo Dom Pedro Casaldáliga, além deles formou-se na região novas residências no ‘Três Américas’. Se contabilizarmos que na região também se engloba agora o Ananias Martins e o Alfredo de Castro são 5 mil pessoas que levamos para fortificar e desenvolver ainda mais a região”, frisou.

As lacunas entre um bairro e outro são consideradas um dos grandes desafios para a Administração de Rondonópolis. A ‘explosão populacional’ das últimas décadas motivou o crescimento desordenado da massa urbana e o objetivo da atual gestão se dá no sentido de reorganizar este problema. Segundo Paulo José o plano é um pedido direto do Executivo já que tal realidade é onerosa para os cofres públicos. “Foi um pedido direto do prefeito e acho que estamos chegando perto de boas soluções”, concluiu.

O novo residencial totaliza R$ 22,5 milhões de investimentos já que contempla também a instalação da infraestrutura completa do bairro. As famílias que receberão as casas na localidade são as que já passam pelo processo de triagem da lista dos profissionais da Habitação. A direção do setor envia para aprovação dos nomes à Caixa com aproximadamente 40% do Residencial construído, já que com a ideia de quando ele terminará o banco consegue fornecer aprovação em tempo hábil para que no ato da entrega toda a burocracia já esteja ultrapassada e os beneficiados definidos.


  Compartilhe essa notícia com as redes sociais.




ACESSO RÁPIDO

   0800 647 2244

RECEBA NOSSO INFORMATIVO

Cotações